14.11.2023

Transporte de gado no Pantanal preocupa Zé Teixeira

/imagens/noticia/imagem-do-whatsapp-de-2023-11-14-s-10-15-53-728cb49c141147.jpg
Tamanho da letra
A-
A+

O transporte de gado no Pantanal sul-mato-grossense está prejudicado em alguns trechos por conta do estado precário de conservação das estradas. Nesta terça-feira (14), o deputado Zé Teixeira (PSDB) solicitou obras emergenciais de manutenção nas rodovias MS-168 e MS-423, no trecho conhecido como Estrada do Aterro. A área abrange os municípios de Corumbá e Rio Verde de Mato Grosso.

A estrada é a única opção existente para os caminhões boiadeiros que transportam a produção local até o recinto de leilões existente na divisa dos pantanais da Nhecolândia e do Paiaguás. Contudo, os motoristas se recusam a executar o escoamento da produção local pela inviabilidade do frete diante dos prejuízos com a manutenção dos veículos, principalmente os altos custos dos pneus.

A Estrada do Aterro começa na ponte sobre o Rio Taquari e são escoados, mensalmente, uma média de 5 mil animais. As comitivas pantaneiras levam o gado das fazendas vendedoras para os compradores até a Serra da Alegria, no município de Rio Verde de Mato Grosso, mas a falta de manutenção do trecho ameaça a continuidade deste comércio.

O deputado Zé Teixeira pediu o apoio do Poder Executivo para a manutenção do trecho em caráter emergencial. Conforme a indicação apresentada pelo deputado, os pontos mais críticos seguem pela Serra da Alegria (MS-423), passando por três pontes, mais 40 km do Aterro Novo, até a entrada do recinto de leilões (MS-168).

"As obras emergenciais de manutenção serão fundamentais para solucionar os problemas enfrentados no transporte de animais e contribuirão para a manutenção da economia do Estado, fomentada pela pecuária", explica Zé Teixeira.

Por Adriano Furtado

Relacionados

logo
© 2023 Zé Teixeira - Deputado Estadual

Desenvolvido por: